não fale com sua filha sobre seu Corpo


Não fale com sua filha sobre o seu corpo, a não ser para mostrar-lhe como funciona. Não fale com sua filha sobre o seu corpo. Não diga nada se perdeu peso. Não lhe diga nada se aumentou de peso. Se você acha que o corpo de sua filha parece ótimo, não diga nada. Aqui estão algumas coisas que você pode lhe dizer em seu lugar:

“Você parece muito saudável!”, é uma opção muito boa. Ou que tal: ​​”Você parece muito forte?” Ou: “Se nota que você está feliz: brilha.”. Melhor ainda: elogie algo que não tem nada a ver com o seu corpo. Tampouco faça comentários sobre o corpo de outras mulheres. Não. Nenhum. Nem positivo, nem negativo.

Ensine a ela como ser amável com os demais, mas também como ser amável consigo mesma. Não se atreva a falar o quanto odeia seu corpo diante de sua filha, ou a falar sobre sua nova dieta. Melhor ainda, não faça dieta diante dela. Compre comida saudável. Prepare refeições saudáveis. Mas, não diga “por agora não estou comendo carboidratos”. Sua filha não deve pensar que os carboidratos são ruins, porque sentir vergonha do que você come apenas se traduz em ter vergonha de si mesma.

Incentive sua filha a correr porque isso a faz sentir-se menos estressada. Incentive-a a subir montanhas, porque não há lugar melhor para explorar sua espiritualidade que o topo do universo. Incentive-a escalar paredes ou fazer mountain bike, porque assusta, e, às vezes, isso é algo bom.

Ajude sua filha a gostar de futebol, de remo ou de hóquei, porque os esportes fazem dela uma melhor líder e uma mulher mais segura de si mesma. Explique a ela que não importa que idade tenha, nunca deixará de necessitar saber jogar bem em equipe. Nunca a faça jogar ou praticar um esporte que não adore por completo.
Demonstre-lhe que as mulheres não precisam de um homem para mover móveis. Ensine-a a cozinhar. Dê de herança a receita que herdou da sua mãe do bolo de café de Natal. Dê de herança sua paixão por passar tempo ao ar livre.

Talvez você e sua filha tenham coxas grossas ou grande caixa torácica. É fácil odiar essas partes do corpo tão longe de tamanho zero. Não o faça. Diga à sua filha que, se ela quiser, com suas pernas pode correr uma maratona, e que seu tórax não outra coisa que um bom estojo para carregar uns pulmões fortes. Pode gritar, pode cantar e pode levantar o mundo, se quiser.

Lembre à sua filha que o melhor que pode fazer com o seu corpo é usá-lo para mover a sua bela alma.

 

 

 

Abraços!

Valentina Kids

 

 

 

* Texto atribuído à María Montessori

Observação importante:

O texto que circula na internet, em vários idiomas, é atribuído à Maria Montessori. Não temos como comprovar a veracidade da autoria. No entanto, independente disso, acreditamos que a mensagem do texto é acertada e deve ser difundida!

 

Fonte: Criando com Apego

Giselda Martins
Sobre Mim

Meu nome é Giselda Martins, moro em Rio Verde –Góias, sou casada e tenho uma filha. Sou graduada em Administração de Empresas, e atualmente tenho desempenhado as funções de mamãe e editora do Blog Valentina Kids. O Blog foi inspirado na minha filha, visto que o universo infantil sempre me fascinou. Busco sempre me aprimorar para trazer o melhor conteúdo, proporcionando desta forma informações úteis para o dia a dia das mamães. Seja bem-vindo ao Blog Valentina Kids Um abraço! Giselda

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado, os campos marcados são obrigatórios *